expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Vídeo - Terremoto na Espanha



Um terremoto de magnitude 5,1 na escala Richter que se seguiu a um de 4,5 deixou ao menos oito mortos (incluindo um menor) no dia 11 de maio, no município de Lorca, na Comunidade Autônoma de Múrcia (sudeste da Espanha), para onde se dirigiram integrantes da Unidade Militar de Emergência - criada para atender situações de catástrofes naturais.
Segundo os jornais espanhóis El País e El Mundo, o delegado de governo Rafael González Tovar retificou a cifra de mortos, inicialmente anunciada em dez, para oito, afirmando que dois feridos se encontram em estado muito grave. Cerca de 10 mil ficaram desalojados, de acordo com o governo, e há outras dezenas de feridos. O tremor foi o mais grave a atingir a Espanha desde 1956.

"Em todas as partes da cidade houve danos", afirmou o prefeito de Lorca, Francisco Jodar, à rede de televisão pública espanhola. A televisão pública mostrou imagens de escombros nas ruas, entre os quais parte da cúpula do Santuário Virgen de las Huertas, padroeira da cidade, e de outras duas igrejas.

Segundo fontes policiais, há possibilidade de serem encontradas mais vítimas. Moradores de Lorca relataram que a situação é de "pânico", com milhares nas ruas sem saber o que fazer após terem sido surpreendidas pelos tremores. Um porta-voz da prefeitura informou que a sede da administração municipal foi esvaziada.

Segundo a vereadora de Segurança, María Belém Pérez, a situação é "extrema", sem precedentes. Moradores lotaram parques para ficar longe de edifícios. Segundo testemunhas, "as ruas do centro estão desertas, com automóveis vazios, muitos deles sepultados por escombros". O principal hospital da cidade teve de ser esvaziado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente....Com educação e civilidade.