expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 4 de setembro de 2010

Bielorrússia: ex-república soviética


País do leste da Europa. Situado na Planície do Norte da Europa, abrange uma área de 207 600 km2. A Bielorrússia encontra-se limitada pela Letónia, a norte, pela Rússia, a leste, pela Ucrânia, a sul, pela Polónia, a oeste, e pela Lituânia, a noroeste. As principais cidades são Minsk, a capital, com 1 695 000 habitantes (1995), Brest, Homel (514 000 hab.), Orsha e Mahilyow (366 000 hab.).

Clima
O clima é continental, com invernos frios e verões amenos e chuvosos.

Economia
A maior parte do território do país encontra-se ocupado por florestas. Em termos agrícolas, as culturas dominantes são a batata, a beterraba, o linho, os legumes, o trigo e as frutas. A Bielorrússia é pobre em recursos minerais, embora tenha depósitos consideráveis de potássio. Existem algumas reservas de petróleo e de gás natural. A indústria engloba a produção de fertilizantes químicos, materiais de construção, plásticos, papel, tecidos, receptores de televisão e de rádio, computadores, relógios, bicicletas e tractores. Os principais destinos das são a Rússia, a Ucrânia, a Polónia e a Alemanha, e são constituídas, sobretudo, por camiões, fibras sintéticas, frigoríficos, pneus e fertilizantes.

População
A população da Bielorrússia é de 10 293 011 habitantes (2006), o que corresponde a uma densidade de 49,62 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respectivamente, de 11,16%o e 14,02%o, o que implica uma tendência para a diminuição da população, que, em 2025, se estima que atinja 10 135 000 habitantes. A esperança média de vida é de 69,08 anos. Os bielorrussos representam 78% da população, seguindo-se-lhes os russos (14%) e os ucranianos (3%). A religião com maior expressão é o cristianismo ortodoxo. A língua oficial é o bielorrusso embora o russo também seja falado.

História
No século XIII, o que hoje corresponde à Bielorrússia foi incorporado na Lituânia e, em 1569, foi unido à Polónia. No século XVIII, com as três partições da Polónia, a Rússia conquistou todo o território a que deu o nome de Bielorrússia. Até ao século XIX a região não se desenvolveu economicamente. Entre 1918 e 1921, o país foi disputado entre a Alemanha, o Governo Bolchevique russo e a Polónia. Algumas regiões ocidentais acabaram por ser cedidas à Polónia pelos Bolcheviques. Entretanto, em 1919, a Rússia proclamou a República Socialista Soviética da Bielorrússia que, em 1922, passou a integrar a União Soviética. Nas décadas de 1930 e de 1940, o país assistiu a uma forte industrialização. No final da Segunda Guerra Mundial o país atravessou uma situação de extrema pobreza, para além dos mortos causados pela guerra. Nessa altura, o Governo soviético reconquistou as zonas ocidentais que se encontravam sob a administração polaca desde 1921. Imediatamente a seguir, o território assistiu a uma reconstrução maciça. A partir da década de 1980, a autoridade central da União Soviética começou a enfraquecer e, em Julho de 1990, a Bielorrússia declarou a sua soberania e, consequentemente, a independência, em Agosto de 1991. Com o desmembramento da União Soviética em Dezembro do mesmo ano, o país conquistou a independência total. Ainda em 1991, passou a integrar a Comunidade de Estados Independentes (CEI).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente....Com educação e civilidade.