expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Matemático russo rejeita prêmio de US$ 1 milhão

O matemático russo Grigori Perelman rejeitou oficalmente na quinta-feira o prêmio de US$ 1 milhão concedido pelo Instituto Clay de Matemáticas (CMI) pela resolução do problema conhecido como conjectura de Poincaré, informou a organização em seu site.
"O Dr. Perelman nos indicou que decidiu rejeitar o prêmio de US$ 1 milhão", disse o instituto. O CMI anunciará como a recompensa será utilizada em benefício das matemáticas. O presidente do instituto, James Carlson, disse ainda que Perelman era um matemático de "extraordinário poder e criatividade".
O excêntrico matemático já havia se ausentado de uma cerimônia em Paris organizada para premiá-lo por ter resolvido a conjectura de Poincaré. Justamente por resolver este problema, Perelman recebeu em 2006 a medalha Fields, considerada o Nobel das matemáticas. Outro prêmio que ele também rejeitou, sem dar explicações.

Conjectura de Poincaré
A conjectura de Poincaré é tão difícil que o Instituto de Matemática Clay, dos Estados Unidos, classificou-a como um dos sete Problemas do Milênio em 2000, prometendo US$ 1 milhão em recompensa para quem solucionasse algum deles. Na época, a solução do problema foi reconhecida como "Avanço do Ano" pela revista especializada Science. Antes disso, Grigory Perelman também tinha recusado um prêmio do Congresso Europeu de Matemáticos, em 1996. A conjectura de Poincaré foi o único dos sete Problemas no Milênio solucionado até agora. Ela foi formulada em 1904 pelo matemático francês Henri Poincaré e é fundamental para se compreender formas tridimensionais. A conjectura afirma que "qualquer variedade tridimensional fechada e com grupo fundamental trivial é homeomorfa a uma esfera tridimensional. Ou seja, num espaço com três dimensões fechado, sem 'buracos' deve ter a forma de uma esfera", segundo informações da BBC.
Fonte: Terra

Um comentário:

  1. Se eu fosse ele com a aparência dele pegava esses 1 milhao de dolares e fazia umas cirurgias em pow que bicho feio

    ResponderExcluir

Comente....Com educação e civilidade.