expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 29 de junho de 2010

Deserto do Saara fornecerá energia para Europa


A Europa pretende importar energia solar gerada no norte da África nos próximos cinco anos, disse o comissário de energia européia, Günther Oettinger, segundo a Environment News Network - e ela deve ajudar a região a alcançar sua meta de 20% de energia renovável até 2020.
O Saara tem mais de 5,5 milhões de quilômetros quadrados, e quase o tamanho da Europa, ou dos Estados Unidos. O potencial solar da África é bastante conhecido. O continente teria mais que o suficiente de energia para satisfazer a necessidade de energia de todos os países em suas fronteiras.
Conhecido como a Iniciativa Industrial Desertec, um consórcio de 12 países liderados pela Alemanha contém algumas das maiores empresas européias de engenharia e eletricidade. O grupo pretende fornecer 15% da eletricidade da Europa até 2050 ou antes disso, via cabos de energia que se estenderiam pelo deserto e através do Mediterrâneo. Da luz que incide sobre o Saara e os desertos do Oriente Médio, apenas 0.3% seriam necessários para satisfazer as exigências da Europa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente....Com educação e civilidade.