expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 29 de junho de 2010

Deserto do Saara fornecerá energia para Europa


A Europa pretende importar energia solar gerada no norte da África nos próximos cinco anos, disse o comissário de energia européia, Günther Oettinger, segundo a Environment News Network - e ela deve ajudar a região a alcançar sua meta de 20% de energia renovável até 2020.
O Saara tem mais de 5,5 milhões de quilômetros quadrados, e quase o tamanho da Europa, ou dos Estados Unidos. O potencial solar da África é bastante conhecido. O continente teria mais que o suficiente de energia para satisfazer a necessidade de energia de todos os países em suas fronteiras.
Conhecido como a Iniciativa Industrial Desertec, um consórcio de 12 países liderados pela Alemanha contém algumas das maiores empresas européias de engenharia e eletricidade. O grupo pretende fornecer 15% da eletricidade da Europa até 2050 ou antes disso, via cabos de energia que se estenderiam pelo deserto e através do Mediterrâneo. Da luz que incide sobre o Saara e os desertos do Oriente Médio, apenas 0.3% seriam necessários para satisfazer as exigências da Europa.

domingo, 27 de junho de 2010

Eu usei conga...

Vídeo - Guerra da Coreia faz 60 anos

O cessar-fogo ocorreu no dia 27 de junho de 1953 e colocou fim aos combates entre a Coréia do Sul e a Coréia do Norte, que duravam desde junho de 1950, quando o exército do Norte invadiu o Sul. Em três anos morreram cerca de 3 milhões de pessoas. Mais de 2 milhões eram civis.
O fim da luta, porém, não acabou com as hostilidades. O acordo assinado há 50 anos criou uma faixa de 4 quilômetros de largura que se estende pelos 238 quilômetros de fronteira entre os dois países, a chamada Zona Desmilitarizada. Até hoje, a Coréia do Norte e a Coréia do Sul não se reconhecem mutuamente como nações soberanas. Na verdade, elas permanecem tecnicamente em guerra, o que talvez ajude a entender por que os dois países têm enormes forças militares e estão entre os maiores exércitos do mundo – são mais de 1 milhão de norte-coreanos e cerca de 700 mil sul-coreanos. “Um tratado de paz que reconheça as fronteiras e estabeleça relações diplomáticas deve ser o primeiro passo para encerrar as tensões na região”, diz o cientista político Brás Araújo, da Universidade de São Paulo.

Vote nas belezas naturais... Acesse o site.

sábado, 26 de junho de 2010

Vídeo - Bloqueio de Israel à Faixa de Gaza

Vídeo - 1956 - Guerra do Canal de Suez

Vídeo - A Guerra dos Seis Dias

Vídeo - A Guerra do Yom Kipur - 1973

Vídeo - Resumo do histórico do conflitos entre árabes-palestinos e israelenses

Presidente da Síria se reúne com Presidente Lula


Reduzir Normal Aumentar Imprimir O presidente da Síria, Bashar Assad, afirmou que o Brasil pode ajudar a negociar a paz com os israelenses, por ser uma força emergente no cenário internacional e por ter tido importante papel na questão nuclear do Irã - um dos principais aliados da Síria - ao assinar o contrato com a Turquia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Assad, que se reúne com o presidente Lula nesta quarta-feira, afirmou que o Brasil poderia usar a credibilidade que tem na região para convencer os israelenses a aceitarem as negociações, usando, para isso, a Turquia, que está em posição geográfica estratégica. Ele considera altos os riscos de guerra entre Síria e Israel, mas ressalta que a prioridade do país na atual conjuntura é a paz.

sábado, 19 de junho de 2010

Gafe geográfica

Os norte-americanos já confundiram os sul-africanos com os sul-americanos. No telejornal acima, o mapa da América do Sul aparece com a inscrição "South Africa" e um pôster da Copa

Vídeo - Crateras aparecem também na China

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Aos meus alunos e alunas
dos 8ºs Anos F, G e H ...

Abraços

terça-feira, 8 de junho de 2010

Lula diz que alta de 9% mostra "crescimento exuberante"

Lula e o Governador do Ceará Cid Gomes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou nesta terça-feira (8) o resultado de crescimento de 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre deste ano em comparação aos três últimos meses de 2009. Em relação aos três primeiros meses do ano passado, a expansão foi de 9%. Segundo Lula, o Brasil vive um “momento de ouro” e “merece” o resultado positivo.
“Penso que nós vivemos um momento de ouro nesse país. Acabo de receber a informação de que o PIB nesse primeiro trimestre foi de 2,7%, anualizado dá um PIB de 9%, o que é um crescimento exuberante. Acho que o Brasil merecia e precisava disso”, disse Lula, em Fortaleza, durante a comemoração dos cinco anos do programa de micro-crédito rural Agroamigo.
Lula lembrou que foi amplamente criticado quando disse, no final de 2008, que a crise financeira internacional teria o efeito de uma “marolinha” no país. “Fui esculhambado quando disse que a crise era só uma marolinha no Brasil. Alguns diziam que o Brasil ia afundar, e o Brasil foi o último a entrar na crise e o primeiro a sair da crise”, destacou o presidente.
Fonte: G1

sábado, 5 de junho de 2010

Vídeo - Carta de 2070 - Por isso Preserve!!!!!

Vídeo - Meio Ambiente - A História das Coisas



Vídeo - 5 de Junho - Dia Mundial do Meio Ambiente

O texto foi escrito por um aluno catarinense Rodrigo da Silva(Iporã do Oeste) e publicado no Jornal Mundo Jovem e o vídeo foi produzido por Henrique Giovani para o programa de Tv Conexão em Pelotas/RS.

Olhando o vídeo e escutando o texto não precisa-se escrever muita coisa.

Para um bom entendedor meia palavra basta, mas olha que não é apenas uma meia palavra.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Semana do Meio Ambiente

Vídeo - A história da água engarrafada

The Story of Bottled Water (Português) from Guilherme Machado on Vimeo.

Google - Breve... Fundo personalizado


Você já teve a ideia de personalizar o fundo da sua página de pesquisa do Google, colocar uma imagem diferente, uma paisagem, ou até mesmo sua foto? Pois saiba que você poderá fazer isso daqui a alguns dias. O Google anunciou, em seu blog oficial, que usuários poderão inserir fundos personalizados em sua página de pesquisa, seja colocando um fundo disponivel na galeria do Google, uma foto sua do Picasa, ou até fazer o upload de alguma imagem sua, deixando a página com sua cara.
No momento, o recurso só está disponível para alguns usuários que visitam a página Google.com, e em breve estará disponível aos demais usuários, incluindo as versões internacionais do buscador (incluindo o Google.com.br). Para saber se você já pode adicionar um fundo personalizado, visite o Google.com e procure na parte inferior da página a frase: “Change background image” [alterar imagem de fundo], que é onde você poderá trocar seu fundo personalizado.
E se você não gostar, ou enjoar do seu fundo personalizdo, é só clicar em “Remove background image” [remover imagem de fundo] e voltar à página clássica do Google, podendo trocar o fundo quantas vezes você quiser.
Você pode ver um exemplo de como ficará o fundo personalizado na primeira imagem deste artigo.

Trailer - Prince of Persia - 10 Motivos para ver o filme

1.As areias do tempo são nada mais nada menos que as areias “sagradas” do Marrocos, o único país do continente africano, que não faz parte da União Africana – ambinete que se encaixa perfeitamente com a história do filme.
2.A dupla dos lindões Jake Gyllenhaal e Gemma Arterton (o príncipe e a princesa) está de cair o queixo. Tanto em visual quanto em talento.
3.Falando em visual, os efeitos especiais estão muito bem feitos. Desde releituras de castelos do mundo persa até as areias do tempo.
4.Ação e aventura sem parar. No bom estilo de filmes como “Piratas do Caribe”, o príncipe dá um bom Jack Sparrow, só que do bem!
5.Apesar de muitas batalhas e lutas com espadas, o longa não conta com um alto teor de violência. Ponto positivo! Toda a molecada pode curtir sem empecilhos.
6.A trilha sonora que te coloca dentro do mundo persa e que fica mais e menos intensa de acordo com o teor da batalha ou cenas de pura emoção.
7.Direção de primeira, com o trabalho de Mike Newell, o mesmo de Harry Potter e o Cálice de fogo e Donnie Brasco, clássico filme estrelando Al Pacino.
8.Personagens marcantes. Além da princesa, há a família real e até mesmo um caçador de tesouros acompanhado por um fatal membro de uma tribo indígena que dão o ar da graça.
9.Ver o herói clássico dos games em carne e osso.
10.É típico filme de verão, para assistir com pipoca, namorado (a), refrigerante, balas e sem preocupação. Só diversão. Não tenha dúvidas que você vai sair da sessão eufórico e feliz.
Veja o Trailer:


Corram para os cinemas!!!!

Twitter pode ser proibido na Rússia

A crítica partiu de um grupo de intelectuais ligados ao Ministério da Educação. Segundo eles, o limite de 140 caracteres do Twitter estaria induzindo a juventude russa a perder o interesse por textos maiores e mais densos. “-Isso certamente afeta a concentração de nossas crianças, que são treinadas a ler resumos e escrever bilhetinhos em vez de praticarem a instrospecção e o descritivismo”, comenta o escritor e sub-chefe do gabinete do ministro da educação Dimitri Nikolaiev.
A crítica dos autores tem uma fundamentação histórica: a Rússia é conhecida por ter escritores verborrágicos como Dostoievsky, Iuvchenko e Tolstoi. Na Rússia há uma máxima que afirma que “livro bom fica em pé”. “-Temos escritores renomados que escrevem livros grandes. Não podemos nos render a esse reducionismo, isso faz parte da cultura eslava”, completa Nikolaiev. Mobilizações semelhantes também foram relatadas na França.

Petróleo e algumas de suas utilidades

O petróleo é mais, muito mais do que a matéria prima dos combustíveis de automóveis. Na realidade dependemos pesadamente dos compostos provenientes do petróleo, que se transformam nos mais variados produtos de consumo.

Confira essa lista com sete usos surpreendentes da substância:

1. BATOM

Por muitos anos os cosméticos foram feitos apenas de produtos naturais mas, hoje, um dos principais ingredientes de maquiagens é o petróleo. Ele é a matéria-prima de componentes como o propileno glicol e os corantes. O petróleo é o responsável pela fixação e pelas cores vibrantes das maquiagens atuais.

2. PAINÉIS SOLARES

A energia solar é limpa e faz com que as pessoas não usem mais combustíveis fósseis, certo? Nem tanto. Os painéis utilizados para capturar a luz solar são feitos de resina e plástico – produtos baseados em petróleo. As indústrias que produzem esses painéis estão pesquisando bioresinas para substituir os plásticos.

3. POLIÉSTER

Para muitas donas de casa, roupas que não ficam amassadas e não precisam ser passadas são de grande ajuda. Mas isso só acontece por causa do petróleo. A substância é usada para formar fibras de tecido em sua camisa sintética. A parte boa é que o poliéster pode ser reciclado. A parte ruim é que ele está bem fora de moda.

4. CHICLETE



Do que você pensava que ele era feito? Se você gosta da duração e da textura de sua goma de mascar então agradeça ao petróleo. As primeiras gomas de mascar derivavam de um látex conhecido como “chicle”, mas as atuais são feitas de polímeros – por isso os chicletes demoram para se decompor quando você os cospe na rua. Eles não são biodegradáveis.

5. GIZ DE CERA



Eles não são realmente feitos de cera. Grande choque, certo? Pelo menos não de cera natural. Eles são formados de parafina, a mesma substância que os surfistas usam em suas pranchas e que produtores de maçãs passam nas frutas para dar brilho a elas. Até mesmo o brilho do chocolate que você come por der do petróleo.

6. ASPIRINA



Sua companheira pós-ressaca também é feita de petróleo. Pessoas as tomam para curar dores de cabeça, febre e para se prevenir de ataques cardíacos e derrames – e o remédio se mostrou ser um dos mais confiáveis. O famoso ácido acetisalícílico é um produto natural, mas outros componentes da aspirina, como o benzeno, é derivado do petróleo.

7. MEIA-CALÇA




Elas possuem nylon lembra? Milhões de mulheres as usam todos os dias e mal sabem que estão se vestindo com petróleo. O nylon é um termo-plástico desenvolvido em 1935 por um químico chamado Wallace Carothers. Hoje o nylon está presente até nos paraquedas.
Fonte: Blog ZiperLista

Vídeo - Guatemala não só sofre com tempestade Agatha, mas também com vulcão Pacaya

Tempestade Agatha na Guatemala provoca desabamentos, mortes e abre cratera







Estradas danificadas e ao menos 18 pontes destruídas pela passagem da tempestade Agatha prejudicam os trabalhos de resgate na Guatemala, onde se concentra a maior parte das 179 mortes provocadas pela chuva e os ventos que atingiram a América Central. Até cem pessoas ainda estão desaparecidas em áreas rurais do país.

Cerca de 35 mil guatemaltecos estão desabrigados e continuam dormindo em tendas quatro dias depois da tempestade atingir a região. Pelo menos 152 pessoas morreram na Guatemala soterradas em suas casas ou arrastadas pelas águas dos rios. Em El Salvador, nove pessoas morreram. Em Honduras, o número de vítimas fatais já chega a 14.

De todos os danos materiais registrados na Guatemala após a passagem da tempestade Agatha, nenhum chama tanta atenção como o buraco aberto no cruzamento da avenida 11 com a 6ª rua, na zona 2 da cidade da Guatemala, capital do país.
Espécie de precipício urbano, a cratera já obrigou parte dos 300 vizinhos do local a deixarem suas casas, temendo ser engolidos. Além disso, como informa o jornal local "La Hora", um segurança privado foi visto sendo levado para o fundo do orifício surgido no meio de casas e comércios.
Pelas estimativas dos veículos de comunicação guatemaltecos, que reverberam as medições das autoridades locais, o buraco tem 20 metros de diâmetro por 30 de profundidade. Ou seja, tem 9.420 m³.
Esse volume, segundo Roberto Jamal, professor de Matemática do Curso Anglo, equivale a cerca de 4 piscinas olímpicas (2.500 m³). Outra comparação possível seria com um edifício. “É similar a um prédio de 10 andares, com quatro apartamentos por andar, sendo que cada apartamento tem 75 m²”, diz o docente.
Em tom de brincadeira, o professor também explica que, se a água que cabe na cratera da Guatemala fosse distribuída em copinhos plásticos de 200 ml, seria possível dar um copinho para cada cidadão paulista e ainda para metade da população do Rio de Janeiro. “É muita coisa mesmo”, diz Jamal.
A Procuradoria de Direitos Humanos da Guatemala afirmou nesta terça-feira (1º) que vizinhos do terreno que cedeu já haviam feito reclamações junto às autoridades locais do município sobre a instabilidade do terreno.
De acordo com o procurador Sergio Morales, foram abertas solicitações à companhia de água e a Conrad (Coordenadoria para Redução de Desastre) para apurar se a prefeitura ou demais órgãos conheciam o alto risco da área. As informações são do jornal local "Prensa Libre".
A cratera, engoliu um edifício de três andares, onde funcionava uma fábrica de roupas. Segundo um estudo preliminar da área realizado pela Conrad, o solo é irregular e deslizamentos continuam a ocorrer. Os novos movimentos de terra produzem diversos ruídos, devido ao eco e à profundidade da cratera.
Augusto López Rincón, presidente da associação do bairro onde ocorreu o deslizamento, disse que a causa do acidente foi o movimento constante de caminhões, que trafegam 24 horas por dia no local.
Rincón disse que desde 2003 tenta uma audiência com o prefeito Alvaro Arzu para pedir que os caminhões parassem de trafegar pelo local, mas nunca foi recebido. Armando Gomez, proprietário da fábrica têxtil engolida pelo buraco, responsabilizou a prefeitura da capital pelo acidente.
Hector Cifuentes, secretário municipal da Cidade da Guatemala, disse que o conselho da capital nunca recebeu nenhuma reclamação sobre o terreno.
A primeira tempestade tropical da temporada 2010 na região do Pacífico causou enchentes e deslizamentos na Guatemala, El Salvador e Honduras. Nos três países, ao menos 150 pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas, segundo autoridades.
Embora os dados ainda sejam fruto de análises parciais, o presidente da Guatemala, Álvaro Colom, informou na noite de ontem que o número de mortos no país chegou a 179, enquanto os desaparecidos são 90. As autoridades trabalham na habilitação do sistema viário do país, que foi seriamente danificado pelas dezenas de quedas de encostas e da cheia dos rios.
Essa situação, segundo Colom, impediu que a Defesa Civil chegasse com prontidão nas comunidades mais afetadas, muitas das quais estão sem água potável e alimentos. No departamento de Chimaltenango, no oeste do país, um dos mais afetados pela fúria da tempestade", há a confirmação de 60 mortes.
A União Europeia aprovou na terça-feira (1º) um auxílio de US$ 3,6 milhões para a compra de alimentos, água, kits de primeiros socorros e demais materiais de emergência para cerca de 100 mil pessoas.