expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 12 de maio de 2010

SC sofre com chuva intensa

Alagamento nos bairros de Cricúma


Morador retira cachorro e pertences de região alagada em Criciúma (SC)

A chuva forte que castigou o Estado de Santa Catarina nas últimas 36 horas causou prejuízos em vários municípios e deixou uma pessoa desaparecida. No total, o Estado já contabiliza 306 desalojados e 58 desabrigados em 12 municípios.
A situação mais grave é registrada em Anitápolis, localizada a cerca de 100 km de Florianópolis. A cidade está completamente isolada, sem energia elétrica e abastecimento de água. No início da manhã, uma casa foi jogada dentro de um rio após um deslizamento de terra. O morador, Pedro Claudino, 76 anos, permanece desaparecido.
De acordo com o prefeito Saulo Weiss (PMDB), o município deve decretar situação de emergência nas próximas horas. Ele ressaltou que a situação dos moradores é "calamitosa" após uma madrugada e início da manhã com fortes chuvas. "Estamos sem acesso para nenhum lado".
Na região sul do Estado, alagamentos foram registrados em Criciúma, Araranguá, Nova Veneza, Urussanga, Laguna e Tubarão. A precipitação em Criciúma chegou a 160 mm nas últimas 48 horas, índice superior a toda a média histórica do mês de maio, segundo levantamento divulgado pelo Centro de Informações de Recursos Ambientais de Santa Catarina (Ciram).
O diretor da Defesa Civil estadual, Emerson Emerin, explicou que o nível do rio Araranguá subiu consideravelmente e que a maré alta dificulta o escoamento da água, agravando a situação.
Em Florianópolis, foram registrados alagamentos na região sul da cidade, ainda na noite desta terça-feira. Pela manhã, casas da região do rio Tavares, no sul da cidade, permaneciam alagadas. Os órgãos estaduais emitiram um alerta para que embarcações evitem o mar devido à instabilidade que deve prosseguir pelas próximas horas. O litoral sul e a região da Grande Florianópolis serão as mais afetadas pelo menos até o início da tarde desta quinta-feira. Um ciclone extratropical bastante intenso que se formou no oceano e um chamado vórtice ciclônico seria o principal causador das fortes chuvas na região sul.


Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente....Com educação e civilidade.